Daniel Senise

Daniel Senise

Evangelina Seiler

Presidente da Casa França-Brasil

Daniel Senise nasceu em 1955 no Rio de Janeiro. Formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Senise ingressou na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, onde participou de cursos livres e lecionou de 1985 a 1996. Participou de diversas exposições, dentre elas a XLIV Bienal de Veneza, em 1990, a V Bienal do Mercosul, em 2005 e a 29ª Bienal de São Paulo, em 2010.

A exposição de Daniel Senise propõe questionamentos sobre o lugar ocupado pela pintura contemporânea. À medida que nos aproximamos das obras, percebemos que da aparente simplicidade dos trabalhos de Senise, transbordam reflexões que vão de desperdício a acúmulo, temporalidade, vida e morte.

Nas obras da série Mil, o artista utiliza papel reciclado proveniente de folhetos e catálogos de arte. Na série Silvio Romero, 34 as telas são impregnadas de resíduos do ateliê e registros gestuais como pisadas do próprio artista. No cofre, a obra Crucifixão segue uma escolha sistêmica de páginas de livros numa composição de sombra e luz. No salão principal, as obras: Branco 2430 e Branco 462, guardadas há 18 anos, são expostas ao público pela primeira vez.

A exposição monocromática se mistura à história e arquitetura de 1820 do prédio da Casa França-Brasil, enfatizando questões que envolvem a obra de Senise: transitoriedade, memória, tempo.

 

Voltar